Entrevistas

Nesta série, os parceiros do projeto RefNat4LIFE apresentam uma visão sobre a sua motivação para se envolverem com sistemas RACHP mais sustentáveis. 

Março 2021

Entrevista com Matthias Schmitt, da Associação Alemã de Empresas de Design, Instalação, Manutenção e Reparação de Equipamentos RACHP (BIV).

Desta vez, falámos com Matthias Schmitt, da Associação Alemã de Empresas de Design, Instalação, Manutenção e Reparação de Equipamentos RACHP.


Claudia Becker (HEAT): Matthias, como é que as empresas de prestação de serviços podem apoiar os proprietários de pequenas lojas na transição para a utilização de equipamentos de refrigeração mais sustentáveis?  

 

Matthias Schmitt (BIV, Alemanha): Os proprietários de pequenas lojas, em particular, não têm tempo nem pessoal capacitado para se familiarizarem com questões técnicas e desenvolvimentos/melhoramentos na indústria da refrigeração.  Geralmente não têm técnicos dedicados e precisam de o fazer para além do seu negócio em si. O aconselhamento de uma empresa especializada e competente pode dispensá-los de muito trabalho e fornecer informações úteis.

 

Claudia:  Que desafios enfrenta o setor das empresas de prestação de serviços?

 

Matthias: Os técnicos têm de constantemente se adaptar aos novos refrigerantes existentes no mercado e ao seu manuseamento, principalmente, em termos de segurança.

 

Claudia: Que políticas apoiam a mudança para equipamentos de refrigeração amigos do ambiente na Alemanha?

 

Matthias: Para além dos regulamentos mais relevantes, existem diversos programas de financiamento que tornam a mudança para sistemas de refrigeração sustentáveis bastante atraente em muitos casos. Por exemplo, o programa de financiamento do Ministério do Ambiente, Conservação da Natureza e Segurança Nuclear. Os proprietários de lojas podem obter financiamento para a instalação dos sistemas de refrigeração e ar condicionado, utilizando refrigerantes naturais. O programa foi alterado no final de 2020 e agora inclui também sistemas mais pequenos, o que o torna mais atraente para empresas menores, como as pequenas lojas de produtos biológicos, um dos públicos-alvo do nosso projeto RefNat4LIFE. 

 

Claudia: Porque é que a BIV se tornou um dos parceiros do projeto RefNat4LIFE?

 

Matthias: Neste projeto vemos a possibilidade de dar aos pequenos lojistas e aos nossos próprios membros um incentivo para encontrar o seu caminho em direção à refrigeração sustentável.